Li mas não resenhei #03

segunda-feira, 27 de março de 2017


Hoje falarei bem brevemente sobre esses livros que li mas não resenhei

Se quiser ler o último post sobre esses livros e vê quais os outros livros que falei é só ir  AQUI.

Está foi uma forma resumida de fazer um pequeno comentário a respeito desses livros, não que eles tenham sido leituras ruins, alguns foram bons, só não consegui organizar os pensamentos e sentimentos e fazer uma resenha como faço dos demais. Por isso, um breve comentário é fundamental para não deixar passar em branco essas leituras.



Não Conte para a Mamãe - Skoob

Minha opinião: Não Conte Para a Mamãe é um livro pesado, triste, que te deixa entupida dos mais variados sentimentos. Quando optei por ele eu já sabia do que a história tratava. Mesmo assim não estava preparada para o que iria ler.

Antoniette revive sua história de vida ao se deparar com a mãe doente em seu leito de morte. A parti daí, ela revive toda a sua infância e adolescência. O incrível é a riqueza de detalhes presente na história a respeito das descrições sobre as cidades e as casas em que ela morou.

Quem deveria ser seu protetor não desempenha esse papel. Antoniette é abusada pelo pai quando ainda era criança e continua por muitos anos. Por ser uma história verídica, e por todo o sofrimento que a própria autora sofreu é inimaginável como ela ainda teve forças pra contar a história. Querendo ou não, foi preciso reviver tudo, cada detalhe pra escrever o livro.

O triste de tudo isso é que infelizmente é uma realidade vivida por muitas crianças que vêem suas vidas destruídas por aqueles que deveriam lhe proteger.

Antoniette não tem apoio de ninguém, não pode desabafar, conversar ou mesmo sair daquela situação. Nem mesmo sua mãe é capaz de lhe estender a mão.

É angustiante ler tudo o que ela passou. O pior ainda é que no tempo em que tudo ocorreu, ela tinha poucas opções de ajuda. Mas o final pelo menos me deixou um pouco conformada e mais leve.
Não é uma leitura fácil, por isso não indico para todos.


Optei por não contar muito mais detalhes, até porque não teria condições de explicar muitos os fatos, e não quero acabar falando demais sobre a história. Mas fica aqui uma indicação que é um soco no estômago.

*************


A Nona Configuração - Skoob

Minha Opinião: Devorei O Exorcista de tão boa que a história foi. Como veio no kit, não sabia nada a respeito deste livro e confesso que não foi uma leitura muito boa.

Primeiro porque é confuso. Até consegui ir compreendendo a história levou certo tempo, depois que a história não tem nada de assustador ou sobrenatural. Aqui o autor retrata a loucura sobre um ponto de vista totalmente diferente do que estamos acostumados a ouvir/conhecer.


Isso é interessante, não fosse o fato de ter sido muito confuso. Esse ponto em questão, fez refletir se não era justamente isso que o William Peter Blatty queria que sentíssemos... Enfim, não foi uma leitura tão incrível quanto o Exorcista, mas foi bom conhecer essa outra história também. Em compensação, o livro é bem curtinho.


*************



 A Borra do Café - Skoob

Minha Opinião: O primeiro livro que li do Mario Benedetti foi A Trégua, incrível, tocante e de um lirismo sem igual.

Por isso, minhas expectativas com relação A Borra do Café era grandes... e bem, não é que tenha me decepcionado, porém não foi nada daquilo que eu esperava.

Este é quase uma espécie de história autobiográfica, entre outras inventadas.

Claudio nos encerre em sua vida desde pequeno, mostrando sua vida com o pai e mãe e as inúmeras mudanças de casa que eles faziam. Sua infância, seus amigos, a morte de alguém próximo, a irmã, a presença do pai, a mudança para adolescência e para a vida adulta.

Vamos vendo-o crescer, aprender, amar. Desenvolver seus talentos, além de uma presença que o inspirou. E instigou minha curiosidade.

De uma forma geral, a história não é ruim. Porém acho que li no momento errado. Pretendo ler outros livros dele e se já tivesse feito isso a leitura de A Borra do Café teria sido melhor aproveitado.

Acho que este livros é mais voltado para aqueles que já o acompanham tem um tempo. Não o indico para uma primeira leitura do autor. Recomendo  A Trégua para quem tem a pretensão de conhecer os escritos de Mario. Que por sinal, é um livro maravilhoso.

Com relação ao nome do livro, se dar devido a leitura da borra do café, que é o único mistério e fato instigante. De resto, a história se parece com a vida de uma pessoa normal, com decisões, acontecimentos e fatos que poderiam muito bem acontecer com qualquer um. E talvez por isso, em certas partes, a história se tornou arrastada e fraca. Mesmo assim, consegui notar a forma poética com que a história é contada, não é uma história incrível, mas vale a pena conferir.


*************


 Dead Island - Skoob

Minha Opinião: Não conhecia o jogo, só resolvi ler o livro por conta que a história era sobre zumbis. Eu gosto desses seres e como já tinha um tempo que li sobre esse tema, pensei que esse seria um a boa escolha.

Quatro pessoas são escolhidas para passaram uns dias na ilha de Banoi, um resort tropical no meio da Oceania. Três deles se encontram no avião, Logan, Purna e Sam B e na conversa descobrem que ganham essas “férias” por conta de uma campanha de doação de sangue. Xian Mei já se encontra na ilha, trabalhando desfaçada. O que era pra ser apenas uns dias de sol e tranquilidade trona-se uma luta pela sobrevivência.

Na mesma noite em chegaram, acontece um surto e aos poucos eles vão descobrindo que uma infecção se espalhou e que por conta disso às pessoas que foram mordida/mortas voltaram à vida de uma forma diferente. Os zumbis é apenas uma parte dos problemas que os quatro terão que enfrentar.

Gostei da história, acho que deixou aí um gancho pra uma quem sabe futura continuação.


Enfim, espero que tenham gostado.
Um beijo ;)

Sanctum (Asylum #2) de Madeleine Roux

sábado, 18 de março de 2017

Sanctum (Asylum #2)

Optei por não colocar a sinopse aqui pra evitar possíveis spoiles. Se quiser conferir, corre lá no SKOOB.


Ficha Técnica:
Autor: Madeleine Roux
Título: Sanctum
Editora: Vergara & Riba
Avaliação Final:  4/5   ♥♥♥♥


Minha Opinião: Não sei por que demorei muito pra ler a continuação de Asylym (confira AQUI), tendo em vista que gostei bastante do primeiro livro, a continuação continuou no mesmo nível.

Dan e seus amigos, Abby e Jordan não conseguiram esquecer os fatos ocorridos no Brookline e isso acabou impactando a vida deles depois que retornaram para casa.  Como Daca um mora em lugar diferente, eles se correspondem por mensagens, até aparecer à oportunidade de reunirem novamente. E adivinha onde será esse reencontro?

Brookline não é tão explorado dessa vez, e sim apenas o campus NHC. Tudo fica perto, no mesmo terreno, porém dessa vez não o manicômio em sim não teve destaque. Mas isso não deixou a desejar, já que outros elementos novos foram incrementados. Dessa vez temos mais destaque para o lado sobrenatural, mistérios e de quebra ainda um parque de diversões.

Senti uma maior união entre os amigos e apesar de ser uma série juvenil, não foca apenas em um possível romance. O livro aborda um tema bem interessante, além de trazer elementos sobrenaturais e uma pitada de mistério.

"Sanctum, um lugar sagrado ou santificado – o que pode ser mais sagrado que ter poder sobre seus verdadeiros pensamentos? Sanctum. É ao mesmo tempo a fechadura e a chave."

Só espero que a série continue boa. Até porque da forma como é contada, nem senti as páginas passando. Assim como gosto bastante das fotografias que estão dispostas no livro e que tem tudo a vê com a história, uma vai completando a outra além de nos dá uma melhor visão de toda a trama e detalhes.

Alguns detalhes que valem a pena ser reforçado: se você está pensando em ler a série, já aviso antes que não é terror, está mais para um suspense com pitadas de sobrenatural. Aqui os mistérios roubam a cena e apesar de ter seus elementos sobrenaturais, o livro não é de terror. Outra coisa, eles são adolescentes, então já sabe mais ou menos o que esperar, certo?

Só queria falar isso porque muitas pessoas acabam se enganando com a capa. Eu também imaginava que seria mais puxado por lado do terror, mesmo assim acabei gostando muito da história, não vejo à hora de ler a continuação.

Espero que tenham gosto
Um beijo ;)

Dicas de Filmes: Filmes 5 Estrelas + Favoritos ♥

sexta-feira, 10 de março de 2017


É o ano mal começou e já fui “presenteada” com bons filmes. Não chega a ter nenhum lançamento, mas pode ter certeza que são boas indicações.



O Profissional - 1994

Sinopse: Em Nova Iorque o assassino profissional Leon (Jean Reno) não vê sentido na vida. Quando a família vizinha é morta por policiais envolvidos com drogas ele decide proteger Mathilda (Natalie Portman), uma menina de 12 anos que é a única sobrevivente da família. Ela deseja se tornar uma assassina, para poder vingar a morte do seu irmão de 4 anos. Enquanto ela cuida da casa e ensina o pistoleiro a ler e a escrever, ele lhe ensina o básico de como manejar uma arma.

Minha avaliação:  FAVORITO


Minha OpiniãoTodo mundo falava nesse filme ultimamente. Eu tinha uma leve impressão de que já tinha assistido, mas não tinha. Quando enfim, resolvi vê... Só tenho uma coisa pra dizer, assistam.

Leon é um assassino profissional. Trabalha impecavelmente bem, leva uma rotina simples e sua vida é muito limitada. Além de ser solitário e gostar bastante de leite. Tudo muda após a família de seu vizinho ser morta, restando apenas Mathilda que por “sorte” do destino não estava em casa na hora do ocorrido.

Mathilda vira a vida de Leon de cabeça pra baixo. Mas é uma mudança boa, porque tira ele do estado “vegetativo” em que vivia. Os dois se completam, se divertem, e é atrás dela que Leon se renova. É claro que Mathilda é afetada também, a forma como ele vivia, os problemas que enfrentava em casa fizeram e moldaram uma personalidade que nem ela nem Leon sabem bem como conduzir.


É um filme sensacional. É claro que teve algumas pequenas coisas que me incomodaram, mas não entrarei em detalhes por que não quero contar spoiler. Não quero me alongar mais, só preciso dizer: assistam. A atuação da Natalie Portman quando criança ainda é sensacional. Jean Reno não deixa a desejar também, os dois foram escolhas perfeitas para esse filme.


************



Orgulho e Preconceito - 2005

Minha avaliação:  FAVORITO


Sinopse: Inglaterra, 1797. As cinco irmãs Bennet - Elizabeth, Jane, Lydia, Mary e Kitty foram criadas por uma mãe que tinha fixação em lhes encontrar maridos que garantissem seu futuro. Porém Elizabeth deseja ter uma vida mais ampla do que apenas se dedicar ao marido, sendo apoiada pelo pai. Quando o sr. Bingley, um solteiro rico, passa a morar em uma mansão vizinha, as irmãs logo ficam agitadas. Jane logo parece que conquistará o coração do novo vizinho, enquanto que Elizabeth conhece o bonito e esnobe sr. Darcy. Os encontros entre Elizabeth e Darcy passam a ser cada vez mais constantes, apesar deles sempre discutirem.


Minha OpiniãoQuando terminei de ler o livro fiquei de assistir ao filme, mas acabei enrolando demais. Só agora que fui conferir e apesar da leitura ter sido boa, o filme me ganhou mais. Acho que pelo fato de que não tiveram tantos detalhes da época (descrições dos costumes, cenários e pessoas).

O filme é encantador. O foco aqui não é igual ao do livro. No filme o romance é que é o ponto forte, diferente do livro que é focado nos costumes, na forma das pessoas se portarem, nos atributos e dinheiro que as famílias tinham. É bom poder fazer essa comparação e notar as peculiaridades de cada um.


O filme ganha no encantamento e ao dar vida as personagens, os bailes, as roupas e todo o cenário que remete a época. O livro mostra os costumes, como as pessoas se tratavam e fazer essa comparação e entrelaçar um no outro.

Recomendo os dois. Leia o livro, veja o filme ou ao contrário.



************



Simplesmente Acontece - 2014


Sinopse: Os jovens britânicos Rosie (Lily Collins) e Alex (Sam Claflin) são amigos inseparáveis desde a infância, experimentando juntos as dificuldades amorosas, familiares e escolares. Embora exista uma atração entre eles, os dois mantêm a amizade acima de tudo. Um dia, Alex decide aceitar um convite para estudar medicina em Harvard, nos Estados Unidos. A distância entre eles faz com que nasçam os primeiros segredos, enquanto cada um encontra outros namorados e namoradas. Mas o destino continua atraindo Rosie e Alex um ao outro.

Minha avaliação:  FAVORITO



Minha Opinião: Todo mundo falava tanto desse filme e eu por outro lado achava que fosse apenas mais um entre tantos de romance, mas acabei me surpreendendo.

Rosie e Alex são melhores amigos inseparáveis, fazem planos para o futuro com o intuito de estudarem perto na universidade. Porém as coisas não saem conforme o planejado e Rosie permanece na cidade enquanto Alex vai fazer faculdade.

Apesar de tudo, a amizade deles é muito linda. Os dois seguem rumos diferentes, tem a questão da distância e demais problemas que vão surgindo e mesmo assim a amizade deles continua forte apesar de tudo.


Tem lá suas doses de clichês – qual filme não tem? – mesmo assim eu amei. Achei lindo a história, sou encantada pela Lily Collins ♥ e não têm como não sorrir junto com o Sam Claflin (suas covinhas ♥)


Adorei o filme, fiquei com tanta vontade de ler o livro também.


************



As Vantagens de ser Invisível - 2012


Sinopse: A história é narrada por um adolescente tímido e impopular que descreve a sua vida em uma série de cartas para uma pessoa anônima e explora as fases difíceis da adolescência, incluindo o uso de drogas e sexualidade.

Minha avaliação: 


Minha Opinião: Já ia começar dizendo que: todo mundo falava tanto desse filme..., mas embora isso seja verdade, o livro também foi muito bem comentado. Tanto é que eu queria muito ter lido o livro primeiro, acabei não fazendo isso e só agora resolvi conferir o filme.

Apesar de não ter tido um grande destaque as questões das cartas, pelo menos eu achei que esse elemento não foi bem explorado. O filme em sim é muito peculiar e melancólico. E olha que gostei bastante, mas deixa uma sensação ruim, de tristeza. Por conta disso que ele não se tornou um dos meus favoritos, não tenho “vontade” de assistir novamente porque sei que ficarei mexida.




Não quero contar detalhes, só ressaltar que adorei. Já quero muito ler o livro.


************



 Quase 18 - 2016

Sinopse: Crescer não é nada fácil para alguns, como para Nadine, uma estudante que está enfrentando uma difícil situação desde que sua melhor amiga, Krista, está namorando com o seu irmão mais velho, Darian. Nadine se sente mais sozinha do que nunca, ao menos até começar uma amizade com um jovem atencioso.

Minha avaliação: 


Minha Opinião: Já têm um tempinho que ando fugindo de filmes nessa pegada, que retrata a vida de adolescente e suas inseguranças, os processos de mudanças nessa fase e por aí vai... Só que de vez em quando a gente acha um bom filme, com uma pegada diferente e que ganha com boas atuações e um enredo que não seja igual a tantos outros.

Nadine desde pequena já demonstrava que era diferente dos demais. De personalidade forte ela tem poucos amigos, e agora se sente ainda mais sozinha quando Krista sua única amiga resolve namorar com seu irmão. A relação de Nadine com a mãe e o irmão é conturbada, seu único porto seguro era o pai...

Com isso tudo Nadine se sente muito sozinha, perdida e sem ter a quem recorrer pra desabafar, a não ser com seu professor. A relação de amizade que é construída entre os dois é essencial porque ela sente falta de uma presença paterna.

É claro que lá sua doses de dramas, alguns atos são exagerados da parte dela só que apesar de tudo isso o filme é gostosinho de assistir.
Adorei a atuação da Hailee Steinfeld que faz a Nadine. Ainda não tinha assistindo nenhum filme com ela e adorei.



Fica aqui algumas dicas de bons filmes pra aproveitar esse final de semana. E o melhor, são bem diversificados. ;)

Espero que tenham gostado.
Um beijo J