Resenha: Crossed

domingo, 11 de setembro de 2016

Já virei fã assumida do Garth Ennis, tanto que quando terminei de ler Preacher, já engatei em outra história de quadrinho dele. Desta vez peguei definitivamente a história mais insana de todas, o teor de perversidade nunca nem se quer tinha passado pela minha mente.

Não tem zumbis em Crossed, o que se tem é uma infecção que transforma os humanos em maníacos homicidas sem nenhum tipo de emoção. Assim como os zumbis, essa transformação se dar pela troca de fluidos corporais – pode ser mordida, saliva, dentre outras coisas.

A identificação de um desses infectados se dar devido a uma espécie de ferida no rosto em sinal de cruz, por isso são chamados de cruzados. A maior parte da população foi infectada e o restante luta pra sobreviver.

Um grupo de sobreviventes é liderado por Cindy e Stan, eles fogem constantemente dos cruzados, não podendo permanecer por muito tempo em um só lugar.

O ponto mais difícil de enfrentar os cruzados é que eles não perderam nenhuma função. Correm, falam, usam armas, dirigem carros, fazem tudo aquilo que faziam antes de serem infectados. O nível de perversidade é grande, não é todo mundo que terá condições de ler essa HQ, por isso e por cenas inapropriadas pra menores que é estritamente importante que você seja maior de idade pra ler.

Cindy é a líder do grupo, uma mulher forte e de personalidade que luta para manter o filho pequeno a salvo. Eles conseguem uma trégua quando é inverno, já que os cruzados são sensíveis ao frio, porém, depois que passa esse período eles retornam a sua fuga. O problema é que os cruzados são incansáveis e caçam eles com o intuito de cometer aterrorizantes brutalidades, desde estupros, mutilações e por aí vai. A prática sexual bizarra e o carro chefe da história, porque é a parte que mais fica aflorada quando eles são infectados.

O final não é garantido e feliz, mas os sobreviventes sabem que sua vida nunca mais voltará a ser como antes e que por conta disso, irão lutar contra e qualquer um que tentem lhes fazer mal. E a mensagem que fica no final também me deixou de queixo caído, toda a “explicação” e comparação que o Garth Ennis faz com o mundo atual é assombroso. Bem que eu queria falar mais, porém não quero acabar contando toda a história e estragando as surpresas da leitura – pra quem tiver a coragem de encarar.


Li em um site online, Crossed  O Início está divida em 9 revistas. Não sei se já tem dela aqui pra vender, por isso se ficou interessado em ler, creio que por enquanto será só na net mesmo.

Está mais do recomendado pra quem curtiu e não se impressiona com nada. Eu particularmente gostei e pretendo continuar lendo.  Mesmo que não seja fácil em algumas partes.



Espero que tenham gostado.
Um beijo ;)

16 comentários:

  1. Acho que é o tipo de história onde se apegar pelos personagens é proibido, né? Eu já tinha gostado dessa capa macabra e sua resenha me deixou mais animada ainda pra ler, e olha que não sou chegada em HQ, mas a premissa é muito boa e imagino o quão louco deve ser humanos em suas capacidades plenas se tornando cruéis assassinos, dá pra considerar até pior que zumbis, ein?

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito pior que zumbis o_O e bastante perturbador. Mesmo assim recomendo, fiquei viciada e gostei por se totalmente original.
      Beijos

      Excluir
  2. Oi Dany!

    Histórias insanas são ótimas! Eu ainda não li nada do autor, mas quero ver Preacher em breve!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super recomendo Preacher, e se gostar (creio que irá), já pode ir lendo Crossed também.
      Beijos

      Excluir
  3. Oiii Dany! Ultimamente estou sendo influenciada a ler HQ's kkkk e que enredo é esse!? Amei, vou procurar na net para ler. Adorei a sua resenha também <3 e seu blog é muito fofo, já estou seguindo para não perder nada *--*

    *Beijokas -Hellen Barros.

    www.apenasgiz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. \o leia, leia sim! Obrigada pelo carinho *-*
      Beijos

      Excluir
  4. Eu já tinha ouvido falar desse hq por causa das artes, mas adorei saber um pouco mais sobre o enredo. Adoro hqs, mas confesso que não tô muito na vibe de ler agora. Mas vou deixar anotado, quem sabe mais pra frente, né? xD

    Um beijo!
    Heeey, Maria! | Fanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso, o bom mesmo é a gente ler quando tem vontade, não por obrigação.
      Deixo a indicação, e espero que goste se você futuramente vier a ler.
      Beijos Ray ;)

      Excluir
  5. Olá, Dany.
    Eu gostei bastante da premissa. da história e acho que leria com certeza se fosse livro. Mas sendo quadrinho, do qual não sou muito fã, não sei se lerei.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também tinha meio que receio desse tipo de leitura. Porem depois que conheci, não pretendo larga mais.
      Beijos

      Excluir
  6. Oi,

    Amei a resenha, não gosto muito de quadrinhos mas acho que vale a leitura!

    Abraços...

    http://blogmichaelvasconcelos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. \o vale. Eu gostei, além de ter sido uma leitura diferente, fiquei envolvida com a história.
      Beijos

      Excluir
  7. Oi, Dani!! Tudo bem??
    Entrei numa vibe zumbizônica (kkkkk) esses dias por conta de Terra Morta: Fuga do autor Tiago Toy. Particularmente, gostei muito! As descrições me deixava com muito nervoso e um embrulho danado no estômago. Esse tema me dá muito nervoso porque eu fico com pena das pessoas que vão sendo comidas, enfim kkk Agora, gata, imagina eu lendo com ilustrações? kkkk Mas achei interessante o enredo de Crossed! Ótima resenha! Bjs,

    www.estranhoscomoeu.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá ;)
      Eu adoro histórias de zumbis \o
      É uma aflição grande, mas acho que essa é o charme da história kkk
      Beijos

      Excluir
  8. Oi Dani, como está?
    Adorei a sua resenha e anotarei na lista! A premissa é bem interessante!
    Beijo*
    https://umminutoumlivro.blogspot.com.br
    https://sonhoscriveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *--* é de fato uma história inusitada e diferente.
      Beijos

      Excluir