Espere Até Helen Chegar de Mary Downing Hahn

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019


Primeira leitura do ano. Já adianto que fiquei um pouco frustrada, não era bem o tipo de história que eu esperava.

O livro é voltado para o público infanto-juvenil, coisa que só descobri depois. Isso não é o fato principal do meu descontentamento com a obra – tenho o costume de ler mesmo não sendo o público alvo. E sim, pelo fato da história ser fraca.

É pelo ponto de vista de Molly que conhecemos a história, a família se muda para o interior, o que antigamente era uma igreja, agora reformulada é o novo lar deles. Essa mudança mexe com Molly e seu irmão Michael, ambos não queriam sair da cidade por ter seus planos de férias “arruinados”. Além deles e da mãe, tem o padrasto e sua filha a pequena Heather.

É nítido o quanto a menina não gosta da nova família e aos poucos vamos conhecendo alguns detalhes da personalidade dessa criança.

Uma coisa que me incomodou foi o fato das crianças terem um comportamento de adulto. Molly deve ter por volta de 13 anos ou menos, não especifica a idade já Michael tem 10. Heather tem 7 anos e em quase todos os momentos se comporta e fala como se fosse muito mais velha.  Os pais acabam colocando a responsabilidade de tomar conta de Heather em Molly que não consegue ficar de olho na menina e acaba sempre recebendo reclamações por isso.

Como a nova residência é inusitada, aos poucos as crianças vão descobrindo várias coisas. Logo descobrem que tem o cemitério ao fundo, e a parti disso a história começa a se desenvolver.

Até mais ou menos a metade do livro, estava amando a leitura. Devorando as páginas, porém aos poucos fui perdendo o encanto.

Quando Helen é introduzida na história pensei que fosse o elemento que faltava para enfim fazer a leitura ficar frenética novamente. Infelizmente, esse elemento não funcionou comigo.

Esse é o primeiro livro da escritora e embora não tenha ganhado meu coração, gostaria de ler outras obras dela – por aqui ainda não tem mais nenhuma lançada. Gostei da escrita, meu problema foi com o desenvolvimento da história. Eu esperava que fosse um terror de gelar a alma.

Para quem quer se aventurar a ler terror esse é bem leve. Deixa intrigado, deixa aquela curiosidade, mas não é nada que te impeça de dormir à noite ou que te faça ter pesadelos.

Outro ponto que me desagradou foi a omissão dos pais. Além deles exigirem que Molly tome conta de Heather, brigarem com ela e Michael eles defendem muito a Heather como se ela fosse sempre a vítima. Eu entendo o quanto eles queriam de certa forma “proteger” a menina pelo fato dela ter perdido a mãe, mas não duvidar nenhuma vez do que ela conta já é demais.

Helen tinha tudo para ser a peça principal da história, o pouco que era falado sobre ela já deixa dúvidas e indagações. O suspense que é criado em torno de sua chegada foi interessante, porém não consegue surpreender. 


Minha maior expectativa estava justamente no nome do livro. Me indagava sempre: o que será que Helen vai fazer quando chegar? Será que vai fazer tal coisa? Ou vai fazer essa outra coisa? Há, com a chegada dela vai mudar todo o rumo da história... e por aí vai, fiz inúmeras teorias e no final não fui surpreendida. O desenvolvimento da trama foi fraco, alguns dos personagens não foram bem trabalhados e o final apresentado foi conveniente para encerrar a história.

Bom, é isso. Fica aqui uma dica, se alguém quiser ler ou já leu vamos conversar nos comentários. Estou querendo mesmo debater sobre o livro.


Beijos

3 comentários:

  1. Oi Dany!
    Realmente é muito ruim quando vc começa a ler o livro achando que é uma coisa e é outra totalmente diferente, rs
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oie!
    Uma pena que o desenvolvimento foi fraco... Não conhecia o livro, mas acho que eu passo a leitura também. Espero que você goste das outras obras da autora :)
    Beijos
    http://our-constellations.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oie Dani =)

    Não conhecia o livro, mas entendo bem essa sensação de começar o livro esperando algo e encontrando uma coisa totalmente diferente. Às vezes a narrativa acaba nos surpreendendo ainda mais, porém pelo visto infelizmente não é isso que acontece aqui.

    Espero que sua próxima leitura seja mais proveitosa.

    Beijos e uma ótima semana;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.



    ResponderExcluir